Sanguinária Bárbara dos Prazeres será tema de musical com Sara Sarres e Saulo Vasconcelos

Por Maria Luísa Barsanelli

O musical “Bárbara dos Prazeres” deve estrear em agosto no novo teatro do shopping Villa Lobos (que será inaugurado em abril).

A atriz Sara Sarres fará o papel-título: mulher que teria cometido uma série de assassinatos e ganhado fama de bruxa no Rio de Janeiro do século 18, matando crianças e banhando-se do sangue dos pequenos para perpetuar a própria juventude.

A concepção e a direção-geral são de Márcio Tavolari, a direção cênica, de Tania Nardini, e as canções e a direção musical são assinadas por Ricardo Severo. Segundo Tavolari, que pesquisou o Arquivo Nacional para conceber a montagem, foi criado um enredo original, fictício, a partir dos documentos da época.

O elenco terá Cleto Baccic, Saulo Vasconcelos, Paula Capovilla, Rachel Ripani, Amanda Acosta, Felipe Tavolaro, Cesar Mello e Ricardo Vieira.

Os figurinos de Fabio Namatame e o cenário de Rogério Falcão serão inspirados em obras do desenhista francês Jean-Baptiste Debret (1768-1848), famoso por documentar a natureza e a sociedade brasileiras do período.

Tavolari ainda prevê versões em livro e filme da trama.

Coração aprendiz

 

Fafá de Belém será a criada de Antônia (Bianca Tadini) nas sessões de 9 a 12/3 de ‘O Homem de La Mancha’, musical dirigido por Miguel Falabella, no Teatro Alfa. É a estreia da cantora em musicais (João Caldas/Divulgação)

Refazendo Depois de mais de 50 anos, Renato Borghi irá revisitar “Andorra”, texto do suíço Max Frisch (1911-91). Na montagem de 1964, no Teatro Oficina, Borghi contracenava com a atriz Célia Helena.

Refazendo 2 Agora, ele irá dirigir jovens atores da Escola de Teatro Célia Helena. A estreia será no dia 14 de março no Teatro Cacilda Becker.

A pele que habito Além de apresentar a peça “Black Off” na próxima MITsp, a sul-africana Ntando Cele dará a oficina “Expressar-me para Além da Minha Pele”, sobre o trabalho do performer. Será nos dias 20 e 21/3 na Oficina Cultural Oswald de Andrade.

Atire a primeira pedra Christiane Tricerri concebeu e dirige “Isso Não É um Sacrifício”, montagem do texto de Fernando Bonassi que estreia em 24/3 no Sesc Ipiranga.

Atire a primeira pedra 2 O monólogo, depoimento de uma mulher que será apedrejada, terá interpretação de Fernanda D’Umbra, trilha sonora do guitarrista Jorge Jordão e do diretor musical Rafael Bresciani (que ficam em cena) e cenário e figurino de Gal Oppido.

Cavalgar A diretora Lucienne Guedes estreia “Cavalos”, inspirado no livro “Eles Eram Muito Cavalos”, de Luiz Ruffato, no dia 2 de maio no Centro Cultural São Paulo.